‘Joia Rara’ recebe prêmio de melhor novela na 42a edição do Emmy Internacional

Na noite desta segunda-feira, dia 24, ‘Joia Rara’ venceu o Emmy Internacional 2014 na categoria ‘Novela’, durante a cerimônia de gala realizada no hotel New York Hilton. A estatueta foi entregue pela atriz inglesa Erin Richards às autoras Thelma Guedes e Duca Rachid e à diretora Amora Mautner, que subiram ao palco com os diretores Joana Jabace e Fábio Strazzer, e a atriz Paula Burlamaqui. Na plateia, a coautora Thereza Falcão e os colaboradores de texto Manuela Dias, Newton Cannito e Alessandro Marson comemoraram a conquista.

Emocionada, Thelma celebrou a vitória: “É uma emoção muito grande ter esse reconhecimento. Escrevemos esta história com o coração, pensando em levar uma mensagem de paz e compaixão. Saber que esta mensagem foi tão bem recebida é muito importante”.  Duca também festejou. “Acho que já é uma vitória ficar como finalista deste prêmio. Talvez tenha sido o trabalho mais difícil que já fiz. Já me sentia recompensada pelo próprio trabalho. Agora, ainda mais”, completou. A diretora Amora vibrou com o prêmio, que representa o mais importante tributo do mercado internacional de televisão. “É uma alegria trabalhar em um texto tão lindo, que pode ser entendido em qualquer língua. Fico orgulhosa de fazer algo no Brasil que tenha uma repercussão internacional”, comentou.

Compaixão, amor ao próximo, liberdade e a prática do bem são alguns dos temas que embalam ‘Joia Rara’, trama imersa na filosofia budista, que tem como pano de fundo cenários exuberantes do Nepal, as montanhas do Himalaia e o Rio de Janeiro dos anos 30 e 40. Escrita por Thelma Guedes e Duca Rachid, com direção de núcleo de Ricardo Waddington e direção geral de Amora Mautner, ‘Joia Rara’ conquistou o público brasileiro com a história de amor de Franz (Bruno Gagliasso) e a operária Amélia (Bianca Bin), e de Pérola (Mel Maia), filha do casal que tenta unir os pais depois de tantos encontros e desencontros. A novela estreou no Brasil em setembro de 2013. Atualmente no ar no canal básico da Globo em Portugal, está entre os cinco programas mais vistos no país e, no próximo ano, será lançada no mercado internacional. 

Durante a noite, Roberto Irineu Marinho, presidente do Grupo Globo, recebeu o Emmy Internacional na categoria ‘Personalidade Mundial da Televisão’. No palco, Rupert Murdoch, presidente e CEO da 21st Century Fox e da News Corporation, prestou homenagem ao empresário. Em seguida, dois dos maiores representantes do talento da Globo entregaram a estatueta a Roberto Irineu: Milton Gonçalves, ator da emissora desde sua inauguração, em 1965, e Glória Pires, que o público brasileiro viu crescer na TV.

 

“É uma grande honra para nós receber este Emmy. Meu pai, que foi homenageado com o mesmo prêmio em 1983, foi um homem destemido, determinado e visionário. Aos 60 anos, decidiu colocar em prática seu sonho de construir uma empresa de televisão com elevados padrões de qualidade e conteúdo, que valorizam e respeitam a diversidade cultural do Brasil e do seu povo. E, juntamente com um time extraordinário de talentosos sonhadores, estabeleceu uma base importante para que, a partir dela, nós pudéssemos construir a empresa de sucesso que a Globo se tornou.  Meus irmãos João Roberto e José Roberto, aqui presentes, e eu, nos sentimos muito gratos por termos conseguido levar adiante o sonho do meu pai e de contarmos com uma equipe tão talentosa e dinâmica que ajuda a Globo a encontrar sucesso nos novos cenários que enfrentamos”, comentou Roberto Irineu. “Recebo este prêmio em nome de todos os meus companheiros que durante os últimos 50 anos ajudaram a Globo a se tornar uma referência de qualidade e uma paixão para o povo brasileiro. E também em nome de todos aqueles que abraçarão este legado e o levarão adiante para as próximas décadas," agradeceu sob os aplausos dos mais de mil convidados.

 

De pé, Fernanda Montenegro, que no ano passado recebeu o prêmio de ‘Melhor Atriz’ por 'Doce de Mãe', celebrou a homenagem com todos os profissionais da emissora presentes na cerimônia. O reconhecimento, também concedido a Roberto Marinho, pai de Roberto Irineu, há mais de 30 anos, acontece às vésperas das celebrações do aniversário de 50 anos da Globo.

Considerado o maior evento do mercado televisivo no mundo, o Emmy Internacional tem por missão reconhecer a excelência de conteúdo produzido exclusivamente para TV fora dos Estados Unidos, além de produções de língua não inglesa feitas para a TV americana. Este ano, foram selecionados 40 finalistas de 19 países,  que concorreram ao prêmio em 10 categorias. ‘Joia Rara’ disputou a estatueta de ‘Novela’ com as produções “30 Lives: Maxim Bouchard”, do Canadá; “Belmonte”, de Portugal; e “My Husband’s Lover” das Filipinas.

 

Além do prêmio na categoria ‘Novela’, a Globo recebeu mais duas indicações ao Emmy Internacional este ano: o seriado ‘A Mulher do Prefeito’, protagonizado por Tony Ramos e Denise Fraga, disputou a estatueta de ‘Comédia’; e ‘Alexandre e outros heróis’, especial de fim de ano do diretor Luiz Fernando Carvalho, concorreu ao prêmio na categoria ‘Telefilme/Minissérie’. No Emmy Internacional de Jornalismo deste ano, o ‘Jornal Nacional’ e o ‘Fantástico’ concorreram juntos na categoria ‘Notícia’ pela cobertura do incêndio na boate Kiss, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, em janeiro de 2013.

A Globo é a única TV brasileira que já venceu o Emmy Internacional e, com as duas novas premiações, coleciona doze estatuetas do que é considerado o Oscar da televisão mundial. Desde que a categoria ‘Novela’ foi criada pela Academia, em 2008, esta é a quinta vez que a emissora conquista o prêmio na divisão. No ano passado, a estatueta foi para 'Lado a Lado'. Em 2012, foi a vez de  'O Astro', e no ano anterior, a vencedora foi ‘Laços de Sangue’, coprodução da Globo com a portuguesa SIC. ‘Caminho das Índias’, de Gloria Perez, foi a primeira novela da Globo a ganhar o Emmy, em 2009. Nas outras categorias do Emmy Internacional, o primeiro prêmio veio em 1981, com  ‘A Arca de Noé’. No ano seguinte, foi a vez do especial ‘Morte e Vida Severina’. Em 1983, Roberto Marinho, fundador da Globo e pai de Roberto Irineu Marinho, foi homenageado com a estatueta.  Em 2011, a Globo foi premiada no Emmy Internacional de Jornalismo pela cobertura do ‘Jornal Nacional’ sobre a invasão do Complexo do Alemão.  Também em 2012, ‘A Mulher Invisível’, venceu na categoria ‘Comédia’. E no ano passado, o reconhecimento foi duplo novamente. Além de ‘Lado a Lado’, Fernanda Montenegro tornou-se a primeira brasileira a receber o prêmio de ‘Melhor Atriz’, por Dona Picucha, seu papel no especial de fim de ano 'Doce de Mãe'.

Foto 1: Roberto Irineu com Milton Gonçalves e Glória Pires, entre Rupert Murdoch

Foto 2: Os diretores Fábio Strazzer e Joana Jabace, a atriz Paula Burlamaqui, a diretora de núcleo Amora Mautner e as autoras Thelma Guedes e Duca Rachid.

Crédito: Globo / Luiz C. Ribeiro

Leia mais

Grande incendio na Lafayette Street deixa 33 pessoas desalojadas em Newark-NJ

Bombeiros lutaram para conter o fogo que começou no 295 Lafayette Street pouco antes de 10:00 pm e queimou tres casas habitadas.

O fogo se espalhou rapidamente  e  continuou  durante a noite . Os bombeiros tiveram que combater o incendio de vários ângulos.

Famílias disseram que os bombeiros chegaram em minutos mas a fumaça invadiu o quarteirão inteiro. Moradores em pânico foram forçados a deixar suas casas.

"Corri para fora e vi a casa, então eu gritei para a minha filha para pegar o bebê, a correr para fora de casa com ele", diz Paula Marfil, "Foi assustador - Eu não sabia que o caminho que o fogo teria vir ", disseram alguns moradores.

Nenhum ferimento foi relatado. Não há informação ainda sobre o que provocou o incêndio. Bombeiros  trabalharam durante a maior parte da noite para verificar  os danos e existencia de outros focos. Um total de 33 pessoas foram forçadas a sair de suas casas. A maioria vai ficar com a família e amigos.

Alguns voltaram à cena domingo de manhã para tentar salvar o que podiam, mas os bombeiros estão verificando a estabilidade dos edifícios para determinar se as famílias podem entrar em suas casas.

Leia mais

Grande incêndio na Ferry Street destroi tres casas e deixa 33 pessoas desalojadas.

Bombeiros lutaram para conter o fogo que começou no 295 Lafayette Street pouco antes de 10:00 pm e queimou tres casas habitadas.

O fogo espalhou foi rapidamente  e  continuou a se espalhar durante a noite . Os bombeiros tiveram que combater o fogo de vários ângulos.

Famílias disseram que os bombeiros chegaram em minutos mas a fumaça invadiu o quarteirão inteiro. Moradores em pânico foram forçados a deixar suas casas.

"Corri para fora e vi a casa, então eu gritei para a minha filha para pegar o bebê, a correr para fora de casa com ele", diz Paula Marfil, "Foi assustador - Eu não sabia que o caminho que o fogo teria vir ", disseram alguns moradores.

Nenhum ferimento foi relatado. Não há informação ainda sobre o que provocou o incêndio. Bombeiros  trabalharam durante a maior parte da noite para verificar  os danos e existencia de outros focos. Um total de 33 pessoas foram forçadas a sair de suas casas. A maioria vai ficar com a família e amigos.

Alguns voltaram à cena domingo de manhã para tentar salvar o que podiam, mas os bombeiros estão verificando a estabilidade dos edifícios para determinar se as famílias podem entrar em suas casas.

Leia mais

Presidente Obama desabafa, Já tive o suficiente ! 10 pontos da nova acão administrativa para imigração que esta próximo

Read this article in english

Parece que o presidente Obama está cantando uma velha canção de Paul McCartney:

 

"Eu já tive o suficiente
Eu não posso colocar-se com mais
Não não não não não não não
Eu já tive o suficiente
Eu não posso colocar-se com mais
Não não não não não não não "


E pelo visto, agora ele finalmente falou sério. Durante uma coletiva de imprensa recente, o Presidente Obama disse enfaticamente que "Antes do final do ano, nós vamos tomar as ações legais que eu possa fazer e que eu acredito que vai melhorar o funcionamento do nosso sistema de imigração, ... O que não vou fazer é ficar esperando.”, disse o presidente.

De acordo com a manchete de hoje na CNN "Obama vai anunciar um plano de imigração incluindo 10 pontos por ação executiva, já na próxima semana" e grupo de notícias FOX anunciou que uma fonte próxima à Casa Branca disse que o presidente Barack Obama planeja anunciar já na próxima sexta-feira, um plano que iria protegê 5 milhões de imigrantes de deportação, aplicando ação executiva.

A peça central da ordem permite que muitos pais de crianças que são cidadãos americanos ou residentes legais possam obter credenciais de trabalho legal e tiraria o medo constante de ser descoberto pela imigração.

Parece que o plano de Obama poderia ter um efeito em até 3,3 milhões de pessoas que viveram nos Estados Unidos ilegalmente por pelo menos cinco anos. No entanto, a Casa Branca também está pensando em uma política mais rigorosa que limita os benefícios para as pessoas que viveram no país há pelo menos 10 anos, ou cerca de 2,5 milhões de pessoas.

Além disso, estender proteções aos imigrantes indocumentados que vieram para os Estados Unidos quando crianças e aos seus pais, pode afetar um adicional de um milhão ou mais, se eles estiverem incluídos no plano final que o presidente anuncia.

Esta seção expandiriá a “Deferred Action for Childhood Arrivals ”(DACA), que, Obama criou em Junho de 2012. O programa foi um salva-vidas para os imigrantes ilegais que vieram para os EUA quando crianças, entraram antes de Junho de 2007 e estavam aqui em 31 de junho de 2012 . A modificação seria ampliar as datas para incluir qualquer pessoa que entrou com menos de 16 anos, e o corte iria mudar a partir de junho de 2007 a 01 de janeiro de 2010. Esta ação é projetada para beneficiar cerca de 300.000 imigrantes ilegais elegíveis.


Ações executivas de Obama também vão ampliar as oportunidades para os imigrantes que têm habilidades de alta tecnologia, mover os recursos extras de segurança para a fronteira sul do país, revisar um programa de fiscalização da imigração controverso chamado Comunidades Seguras, e fornecer orientações claras para as agências que fazem cumprir as leis de imigração . Esclarecendo que deve ser uma prioridade baixa para um caso de deportação, tais como aqueles com fortes laços familiares e sem antecedentes criminais graves.

Um novo memorando vai deixar claro que as deportações ainda devem prosseguir para criminosos condenados, os estrangeiros que apresentam riscos de segurança nacional e, também, recentes pessoas que atravessaram a fronteira.

Talvez essa ação enérgica do Presidente vai empurrar os republicanos relutentes para trabalhar em uma verdadeira lei abrangente reforma da imigração. Uma que vai resolver o problema permanente para os milhões de outros imigrantes indocumentados que não têm laços estreitos com um cidadão americano, mas contribuíram favoravelmente para o nosso país por muitos anos.

Leia mais

Asilo Político para os Brasileiros e os Portugueses ?

Cinco anos atrás, Paulo viajou 9.000 milhas desde sua terra natal, Brasil, para chegar aos Estados Unidos e poder conseguir um trabalho que lhe sobrasse um pouco de dinheiro para salvar sua família. No entanto, sua luta agora é para salvar sua pele de deportado. Desesperado, por permanecer nos Estados Unidos tanto tempo e trabalhar legalmente, Paulo procurou um "especialista em imigração", desses tantos que há por aí e não um advogado licenciado. O tal especialista lhe garantiu conseguir uma permissão de trabalho e ainda lhe cobrou US$ 500.00. Mas a fim de obter a tão ansiada permissão de trabalho, ele preencheu uma solicitação de asilo político, sem Paulo estar ciente. Dessa maneira, Paulo se converteu em um dos milhares de imigrantes ilegais que estão sendo explorados nesse país pelos famosos "especialistas" e "consultantes" em imigração que prometem mundos e fundos e cobram taxas altas. Mas o que fazem é enviar às autoridades americanas pedidos de asilo político preenchidos com falsas palavras que facilmente serão desmentidas. No Brasil, não há perseguição política há muito tempo, muito pelo contrário, e é por isso que nosso país e muitos outros da América Latina subiram como espuma nos últimos anos. As autoridades americanas desconfiam e escrutinizam tudo. Para se ter uma idéia, os pedidos de asilo político de cidadãos mexicanos foram dez vezes maiores no ano de 1993. De acordo com cifras oficiais, dos 6.205 mexicanos que deram entrada no processo somente um, apenas um deles recebeu realmente o asilo político.

Veja como trabalhavam nesse setor. Até bem pouco tempo as leis de Imigração e Naturalização estabeleciam que, se o Departamento de Imigração e Naturalização não conseguisse entrevistar o solicitante de asilo político até 90 dias do recebimento da solicitação, deveria então conceder ao solicitante uma autorização de trabalho. Acontecia que, o sistema nacional de revisão de asilos políticos estava tão sobrecarregado que, mesmo que as solicitações apresentassem falsos dados ou não tivessem razões reais para esse tipo de solicitação, o interessado recebia uma permissão temporária de trabalho. Mas esse cenário mudou totalmente alguns mêses atrás com as novas leis de imigração que foram aprovadas. As regras agora são diferentes. Atualmente o USCIS (Serviço de Imigração e Naturalização) tem até 150 dias (5 mêse) da data da solicitação para analisar o caso. Isto realmente significa que o USCIS está agora trabalhando a todo vapor a fim de negar a maioria das solicitações e colocar os solicitantessss em processo de deportação. Isto significa que, antes dos 150 dias que o USCIS tem para outorgar uma permissão de trabalho, eles julgam os casos e já entram com o processo de deportação. Ou seja, o feitiço virou contra o feiticeiro.

Solicitar asilo político atualmente, sem razões reais, é verdadeiramente cair numa armadilha. Principalmente para aqueles que desconhecem o que está passando com as novas leis de imigração.

Tanto advogados, como defensores dos direitos civis dos imigrantes, inclusive funcionários do USCIS, estão escutando estórias de embustes cada vez mais assíduos. O pior é que o número de incautos cresceu assustadoramente com o medo das novas leis.

Por isso, não caia nessa armadilha de aceitar sugestões de "especialistas" e "consultantes". Procure um advogado licenciado.

A fim de obter o "green card" mediante solicitação de asilo político, os imigrantes devem comprovar que estão sofrendo perseguições ou que temem ser perseguidos e que sua segurança pessoal, ou de sua família, está ameaçada e correndo perigo caso sejam deportados para seu país de origem. Nestes casos, os funcionários do USCIS revisarão as solicitações e comprovarão se as alegações são consistentes com as condições que imperam nesses respectivos países. Ou seja, irão checar as organizações dos direitos humanos e o tipo de política nesses países para confirmarem as alegações de perseguição ou temor do solicitante. Em caso de que a reclamação realmente contenha elementos verídicos e consistentes, o USCIS ordena uma revisão, a fundo, do processo. Caso contrário, deportação.

Conclusão: Se você está pensando em usar este artifício para conseguir sua permissão de trabalho ou "green card", pense duas vezes se realmente pode comprovar essa perseguição e temor. Caso contrário, não o faça pois é o caminho mais rápido para a sua deportação.

Leia mais

Videos